Grupo Musica Figurata apresenta Cantatas Napolitanas do século XVII e XVIII em Juiz de Fora


O Musica Figurata, a Casa d’Italia de Juiz de Fora e o Consolato d’Italia promovem o concerto Cantate Napoletane del 700 (Cantatas Napolitanas do século XVII e XVIII) com o grupo Musica Figurata na Casa D'Italia Juiz de Fora, dia 31 de julho, quarta-feira, às 20 horas.

Serão tocadas pela primeira vez em Minas Gerais e talvez no Brasil cantatas em língua napolitana de Cesare Rubino. Serão apresentadas também uma cantata de Alessandro Scarlatti e obras para alaúde de G. Zamboni, assim como sonatas de Domenico Scarlatti (1665-1724).

Esse concerto coloca em evidência o grupo Musica Figurata que se dedica à música italiana e suas relações com a Europa e o Brasil, mas principalmente o aluadista romano Diego Leveric. Leveric é um dos maiores alaudistas de sua geração, realizando concertos regularmente no Japão, na França, Na Holanda, na Alemanha, na Síria, no Líbano e no Brasil.

Reconhecimento

Napoli foi uma das cidades mais importantes para a música e para a cultura europeia nos séculos XVII e XVIII, sobretudo no tocante à música vocal. Todos os grandes compositores tinham que ser reconhecidos na cidade Partenopea para alcançaram fama mundial. Dentre eles podemos destacar, Hasse, Handel, Rossini, Verdi, Wagner, etc. A excelência e ligação profunda dessa cidade com a música pode ser comprovada pelos seus quatro conservatórios que produziram grandes gênios como Porpora, Farinelli, Pergolesi, Piccini, para citar apenas alguns nomes. 

A. Scarlatti foi um dos maiores compositores de cantatas (mais de 700) e 114 óperas. Sua fama chegou às mais importantes cidades do mundo, inclusive Lisboa e Mariana em Minas Gerais.

A entrada é gratuita.e os  ingressos deverão ser retirados na sala do Departamento de Cultura da Casa D'Italia (sala 01) a partir do dia 15 de julho, Av. Rio Branco, 2585, Centro.- Juiz de Fora.