Associação promove almoço beneficente para ajudar comunidade

A Associação Lucchesi Toscani de Belo Horizonte promove no dia 22 de novembro, às 12 horas, um almoço beneficente na Comunidade Missionária Villa Regia que tem entre os seus objetivos levantar fundos para esta entidade que atende diariamente centenas de crianças, jovens, adultos e famílias nos centros de acolhida, centro cultural-esportiva e na paróquia São Sebastião, no bairro Betânia, em Belo Horizonte.

Segundo o presidente  da Associação Toscana de Belo Horizonte, Henrique Lazarotti, o objetivo do almoço, além de solidarizar com a causa do Centro de Acolhida é, também, propiciar aos participantes uma oportunidade de conhecer um pouco mais dos alimentos, o preparo de pratos salgados e doces daquela região da Itália. Para tanto, a Associação vai contar com participação do chef italiano Adriano Marchetti e uma equipe de voluntários. Os participantes poderão ainda assistir a apresentação de danças folclórica com o Gruppo Folkloristico La Serenissima e muita música italiana.

Para participar, os interessados devem entrar em contato através do telefone 31-992502496.

Promoção Humana


O Centro de Acolhida Betânia que está localizado rua Cipriano de Carvalho, 574, naquele bairro e, é uma obra da Igreja Católica, fundada em 1981, na Itália, por padre Luigi Prandin e Maria Luigia Corona e aprovada pelo Pontifício Conselho para os Leigos como Associação Pública Internacional de Fiéis de direito pontifício, em 2002. A associação em vários países, como Peru, 
Estamos presentes nos seguintes países: Brasil em Belo Horizonte, Embu-Guaçu - São Paulo, Peru, Porto Rico, México, Costa do Marfim, Moçambique e em várias cidades da Itália Os missionários da congregação tem como objetivo s dedicar toda a nossa vida para a evangelização e a promoção humana, colocando-nos exclusivamente a serviço da missão além fronteiras, entre os povos mais carentes. 

A CMV é sustentada pela Providência sendo é composta por pessoas de diferentes estados de vida: os membros efetivos, que doam suas vidas a Deus com os votos de pobreza, obediência e castidade celibatária (ou conjugal para os casados) e o voto de Missão ad gentes (a todos os povos além fronteiras). Os membros agregados: pessoas que colaboram com os objetivos são voluntários sem vínculos e participantes dos grupos interparoquiais missionários, animadores missionários e amigos da missão

O objetivo social da CMV é oferecer e desenvolver a assistência social garantindo os direitos básicos do cidadão. A Comunidade Missionária de Villaregia desenvolve também um trabalho de assistência nas vilas e favelas da região: atividades socioeducativas, eventos agregativos e de socialização, doações de roupas, cestas básicas e bazares, visando a inclusão social, a promoção humana e a assistência social, bem como o fortalecimento dos movimentos sociais e formação de lideranças. 

O CMB mantém, também, uma farmácia comunitária que atende aproximadamente 500 pessoas/ mês. Os projetos atendem indiretamente aproximadamente 40 mil pessoas que é a população aproximada da Paróquia de São Sebastião do bairro Betânia e diretamente em torno de 5 mil pessoas.

Para se manter a CMV se mantém com doações, bazares, rifas, eventos beneficentes, bem como eventuais convênios que custeiam alguns projetos, recursos da Itália. 

Fundado há 21 anos, o Centro de Acolhida Betânia (CAB) como um local para acolhimento de crianças e adolescentes carentes e em situação de risco ou vulnerabilidade social visando a melhoria das condições econômicas, sociais e humanas das crianças e adolescentes e de suas famílias. Além disso, desenvolve projetos centrados na socialização infanto-juvenil, promoção do bem estar das crianças e dos adolescentes e suas famílias descobrindo e incentivando as suas potencialidades, apoio pedagógico, aulas, oficinas de arte, evangelização, atendimento odontológico, cursos de italiano e outras línguas, etc.